Curso Trabalho Social e Orientação – Co-Financiado

0.00 

Preencha por favor o formulário com os dados solicitados. Entraremos em contacto logo que possível. Obrigado

Descrição

Enquadramento

Surge da necessidade de preparar profissionais capazes de intervir em projetos de animação sociocultural.

125 Horas

762 – Trabalho Social e Orientação

Ativos desempregados, inscritos à menos de um ano no centro de emprego, com idade igual ou superior a 18 anos, com escolaridade igual ou superior ao 12º ano.

Pretende-se que os formandos no final da ação, baseando-se em conhecimentos atualizados, apliquem as técnicas de intervenção num projeto de animação sociocultural.

UFCD 4280 – Animação sociocultural -contextos e práticas – 50h

  • Observação da realidade e identificação de problemas
    • Meio social envolvente: concelho, freguesia, bairro
    • Instituição: história, projetos em curso, projetos previstos
    • Caracterização dos utentes da instituição: distribuição por valências, idades, sexo, profissões, instrução escolar, outras distribuições consideradas relevantes
    • Identificação de problemas e sua manifestação (problemas suscetíveis de serem trabalhados numa perspetiva de animação sociocultural)
  • Definição do problema
      • Selecção do(s) problema(s) que seja(m) pertinente(s) para ser(em) trabalhado(s) numa perspetiva sociocultural
  • Revisão bibliográfica
      • Pesquisa de modelos teóricos que possam servir de base ao trabalho a desenvolver
  • Levantamento de hipóteses de trabalho
      • Linhas explicativas (empíricas/teóricas) sobre a maneira de abordar o(s) problema(s)

UFCD 4253 – Organizações de apoio à comunidade – 25h

  • Estudo das instituições
    • Identificação de estruturas da comunidade pertinentes ao trabalho do animador
    • Levantamento das necessidades institucionais
    • Tipos de liderança
    • Construção e análise de um organigrama horizontal e vertical

 

UFCD 0350 – Comunicação interpessoal – comunicação assertiva – 50h

 

  • Processo de comunicação e perfis comunicacionais
    • Função e importância dos elementos que intervêm no processo de comunicação

– Emissor/Receptor

– Canal

– Mensagem/código

– Contexto

– Feedback

  • Diferentes perfis comunicacionais

– Passivo

– Agressivo

– Manipulador

– Assertivo

  • Comunicação assertiva
    • Particularidades e vantagens do perfil assertivo
    • Empatia

– Escuta ativa/escuta dinâmica

– Conceito de contexto comum

– Semântica sintaxe

– Paralinguagem

  • Barreiras à comunicação
    • Barreiras gerais do processo de comunicação

– Barreiras internas

– Objectivas

– Subjectivas

– Barreiras externas

  • Barreiras típicas das diferentes fases do processo de comunicação

– Construção, adaptação, envio, receção e interpretação da mensagem

  • Processamento interno da informação
    • Processamento fonético
    • Processamento literal (significado)
    • Processamento reflexivo (empático)
  • Tipos de perguntas no processo de comunicação
    • Abertas
    • Fechadas
    • Retorno
    • Reformulação

A formação a executar está organizada em módulos, estruturados de modo a permitir aos formandos a aquisição lógica e progressiva dos conteúdos/conhecimentos a desenvolver na área de formação tecnológica. Esta formação tem por objetivo uma aprendizagem aprofundada de um conjunto de conceitos técnicos específicos sobre gestão de projetos de animação sociocultural complementada por exercícios de prática simulada, em ligação estreita com a teoria.

Assim, os conteúdos são introduzidos através de uma breve explanação teórica por parte do formador, após a qual todos os assuntos são trabalhados pelos formandos no computador, através da realização de exercícios práticos que percorrem os assuntos abordados em cada sessão de formação. No desenvolvimento de conteúdos com caraterísticas de natureza mais prática, serão privilegiadas metodologias de formação-ação, mais dinâmicas, potenciadoras do desenvolvimento de capacidades práticas, ao nível do saber – fazer, potenciando a sua capacidade de autonomia e de auto-aprendizagem/pesquisa. Paralelamente serão privilegiados métodos pedagógicos afirmativos – centrados na transmissão de saberes do formador ao formando -, enriquecidos com métodos ativos, centrados na atividade do formando enquanto agente ativo da sua aprendizagem, o que obriga a uma maior implicação do formando em todo o processo formativo.

Formação Modular Certificada inserida no Catálogo Nacional das Qualificações.

  • Formação presencial organizada em sala de formação ou formação em E-Learning
Partilhe

Avaliações

Não existem opiniões ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Curso Trabalho Social e Orientação – Co-Financiado”